Colégio dos Santos Anjos, braços abertos ao dialogo ecumênico e inter-religioso

Colégio dos Santos Anjos, braços abertos ao dialogo ecumênico e inter-religioso.
Diz textualmente o Concílio, no seu documento “Nostra Aetate”: “Exorta por isto seus filhos que, com prudência e amor, através do diálogo e da colaboração com os seguidores de outras religiões, testemunhando sempre a fé, reconheçam, mantenham e desenvolvam os bens espirituais e morais, como também os valores sócio-culturais, que entre eles se encontram”.

O exercício em construir o bem comum, necessita acima de tudo do diálogo. Dialogar qualifica a capacidade humana de se dirigir ao outro, permite também estabelecer uma relação com discernimentos e escolhas. Trata-se de prática que não oferece espaço para o ódio, vinganças e o aproveitamento espúrio de oportunidades para obter ganhos na contramão do bem comum. A ausência do diálogo permanente, em todas as esferas das relações humanas é o nascedouro das mazelas e da corrupção.

 

A via do diálogo religioso é a ponte para a construção de uma cultura que sustente princípios e legalidades, afastando assim, os acirramentos partidários, o recrudescimento da violência, os fundamentalismos – religiosos e políticos -, as inimizades, as crises familiares. Uma qualidade fundamental para se escolher bem, decidir e garantir rumos adequados.

 

Assim, o Colégio dos Santos Anjos acolhe a todos igualmente e coloca-se a serviço da Vida, partilhando experiências, vivências e saberes que enriqueçam o espírito e que sejam capazes de transformar as pessoas para melhor.